Tuesday, September 05, 2006

 
De repente uma serpente atravessa o caminho
é de duas cores irmãs, azul e negro
Amor e morte

Ossos gelados

Sunday, August 13, 2006

 

Manhã de náusea

A árvore não é mais meu templo... o seu tronco oco é meu vazio coberto de musgo. Galhos longos estupefaciantes não protegem mais o jardim. O lugar excessivamente encantador agora é ruína vegetal. Não há mais a beleza, antes mostrada com tanta generosidade. Tanto nasce, tanto morre...tanto faz.

Wednesday, June 14, 2006

 

A Question of time


Thursday, May 18, 2006

 

La Tentation de Saint Antoine


Thursday, March 16, 2006

 

Imagem


Monday, March 06, 2006

 

Dia iluminado

Percebo a iluminação hoje... amarelo sol... numa atmosfera que balança com a brisa. Consigo tirar o primeiro disco da caixa... piano e violino agora. O depósito de almas cheira a lavanda. Cama desfeita por dois, almoço no horário... trabalho à tarde. Medo de existir... recriado na lama.

Saturday, March 04, 2006

 

Fresta dos olhos

O tempo escorre nas feridas abertas. Não sei quando foi dita a última palavra e se ela era de adeus. Tento pensar no lugar escondido... onde há música e toque de mãos.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?